Um fenômeno branco

Nunca antes vi pensamentos e sentimentos se materializarem na minha frente de maneira tão rápida e tão densa. Desejos de vingança, fracasso, doença ou morte transformados em sujeira, sangue, terra e objetos variados – uma montanha de guerra e destruição. Cheiro ruim. Tristeza. Cansaço. Alívio. Aceitação. Li muitas vezes sobre o pensamento ter forma, pesoContinuar lendo “Um fenômeno branco”

Quem sou eu?

Eu sou um ser criado no fogo. Nasci de um pai com olhos de mar e de uma mãe escorpião, sensual e poderosa. Porém… Eu sou fogo também. Amo o fogo. Amo o fogo para tornar macio e comestível o alimento. Nutrição. Amo o fogo para aquecer e acalentar, dar colo e carinho, cicatrizar feridasContinuar lendo “Quem sou eu?”

Somos todos Budas

A busca pela perfeição é cobrada em todas as áreas, tem de ser linda não importa a idade, corpão de modelo, unhas feitas, roupa da moda, ter os mestrados e cursos disponíveis, frequentar os eventos sociais, educar bem os filhos, ter tempo para eles, ajudar na lição de casa, por comida saudável na mesa, estarContinuar lendo “Somos todos Budas”

Saudades

Respondendo a um chamado da querida Elisa Motta, escrevi uma carta a um desconhecido como parte de um projeto de levar atenção e carinho a pessoas de um asilo. Daí veio a questão principal: escrever sobre o quê para alguém que nunca me viu e provavelmente vai me ver? O que pode ser de interesse dessaContinuar lendo “Saudades”

AMOR = ATENÇÃO

Na escola, desde cedo, o verbo comparar é um dos mais conjugados. Ser melhor que os colegas em esportes ou matemática pode nos render muitos frutos. Ao longo da vida acadêmica, fazemos um sem número de provas e testes. É gerado um ranking dos alunos e somos “classificados” de acordo com os resultados. Se fosseContinuar lendo “AMOR = ATENÇÃO”