Quem sou eu?

Por que as perguntas mais simples são as mais difíceis de responder? Semana vai, semana vem, essa aí continua martelando a minha cabeça. Não vai ter jeito, vou ter de pegar a nave de volta ao passado…. Lá atrás quando a gente nem era ovo ainda, ou óvulo, puro material genético sem identidade à mercê daContinuar lendo “Quem sou eu?”

Você sabia que a escravidão existe?

Não me refiro a crianças e adultos explorados, forçados a trabalhos pesados e serviços que nem quero mencionar. Crueldade com requintes de sadismo ainda existe em vários lugares, infelizmente. Me refiro a mim, a você e a todos que somos escravos de algozes invisíveis que nem sabemos nominar. O que são esses espectros que nosContinuar lendo “Você sabia que a escravidão existe?”

Ficar sem reclamar é possível?

Reclamar é um vício. Duvida? A gente não consegue ficar um dia sem reclamar. Reclama-se do tempo, do trânsito, dos filhos que não guardam as coisas, da falta de educação das pessoas, do sistema de saúde, do salário que não chega ao final do mês… tantas coisas. A gente reclama para ter assunto no elevador,Continuar lendo “Ficar sem reclamar é possível?”

“Que todos os seres tenham a felicidade e as causas da felicidade.”

Oração é bom porque tem para todos os gostos, longas ou curtas, não dói, não custa, se fala em voz alta ou só no pensamento, se faz no banho ou qualquer lugar… Uma oração é uma forma de enviar energia positiva para alguém, um lugar, uma ideia. A oração abençoa quem recebe e quem envia.Continuar lendo ““Que todos os seres tenham a felicidade e as causas da felicidade.””

Férias, para que te quero!

Férias… férias para quem? Para as crianças, obviamente. Para os pais, nem tanto. Na nossa aclamada dualidade, bom e mau se revezam: bom não ter de acordar tão cedo. Bom não ter horários fixos. Bom não ter de comer correndo para cumprir horários… Por ter mais flexibilidade, acabamos marcando todas as consultas e passeios queContinuar lendo “Férias, para que te quero!”