Quem sou eu?

Por que as perguntas mais simples são as mais difíceis de responder? Semana vai, semana vem, essa aí continua martelando a minha cabeça. Não vai ter jeito, vou ter de pegar a nave de volta ao passado…. Lá atrás quando a gente nem era ovo ainda, ou óvulo, puro material genético sem identidade à mercê daContinuar lendo “Quem sou eu?”

Fale com seu corpo.

Tem gente que fala sozinho – parece que liga os pensamentos na caixa de som wi-fi. Tem gente que fala com plantas, com animais. Todos eles nos ouvem. Podem responder ou não. Ou respondem numa linguagem que não entendemos. Há muito muito tempo, li um livro de Masaharu Taniguchi, fundador da Sheicho-No-Ie. Ele comentava queContinuar lendo “Fale com seu corpo.”

Longe é um lugar que não existe.

Hoje quero uma página em branco, sem marcas. Preciso de uma página em branco. Aquelas ideias mais antigas que ficaram pelo caminho dos dias, rabiscadas em poucas linhas – agora não. Terão de esperar mais um pouco. A elas, paciência. Porque hoje, esse mês, esse ano e cada minuto nele tem sido de grande intensidade.Continuar lendo “Longe é um lugar que não existe.”

Pequena lista 3 – escrito nas estrelas

A americana Barbara começou a canalizar numa uma viagem ao Egito. Contato direto com os pleiadianos. No livro “Terra” (1994), no final de cada capítulo, eles apresentam exercícios meditativos de reconexão, de ativação da nossa energia vital, de fortalecimento. Os exercícios propostos são simples e poderosos. Como todo treino de interiorização, é necessário dedicar umContinuar lendo “Pequena lista 3 – escrito nas estrelas”

Pequenos pranazeres

Tem um tempo que estou com vontade de escrever sobre o prana. Enquanto não consigo tempo de escrever, as ideias ficam cozinhando em fogo baixo na minha mente até dar o ponto certo. No momento em que posso finalmente sentar e contemplar a tela do computador, as palavras fluem. Hoje quero compartilhar um dos prazeresContinuar lendo “Pequenos pranazeres”