Yoga para aumentar a imunidade

Nesses tempos de pandemia de medo, o nosso sistema imunológico, coitado, está sendo muito solicitado. Várias situações podem comprometer a eficiência do nosso exército de protetores, como estresse, tristeza, preocupação, traumas, doenças, pânico…

Uma das possibilidades que temos para melhorar a imunidade, entre tantas opções, é a prática de yoga. Procurar um instrutor habilitado e responsável é a melhor forma de entrar nesse mundo onde os benefícios para o corpo e a mente são muitos:

– Alongar e tonificar músculos.
– Trabalhar a concentração e foco.
– Superar desafios e dificuldades.
– Acalmar a mente.
– Limpar as toxinas do corpo físico e sutil.
– Conectar-se com a divindade.
– Aprender a respirar…

Opa!!! Essa questão é de suma importância e urgência! Parece brincadeira falar que temos de aprender a respirar porque afinal, todos respiramos desde que saímos da barriga da mãe e nunca precisamos ir à escola para aprender algo tão básico, não é verdade?

Entretanto, frequentemente recebo pessoas no consultório que respiram de forma muito limitada e pobre. Não admira que estejam quase sempre cansadas e irritadas. São tão econômicas que não dispensam o ar “usado” e ficam guardando lá no fundo do baú, quer dizer, do pulmão, moléculas de gás carbônico cheias de memórias e traumas… paradinhas, apodrecendo pela eternidade.

Se esse fosse o único benefício dessa prática milenar, já seria bom o suficiente para levar-nos ao tapetinho. Falando aqui uma entusiasta que pratica há mais de 18 anos. Nesse tempo todo, tive vários instrutores. Alguns maravilhosos e inesquecíveis como Luciana Cerqueira (saudades) e a atual Bruna Primasi, maravilhosa, dona de uma voz forte que potencializa qualquer mantra.

Fica a dica: se você escolher entrar nessa vereda e não gostar da prática, do instrutor ou do local, não desista! Procure que vai encontrar um lugar adequado para você! Eu mesma passei por alguns professores que não me inspiravam a acordar cedo… Há também diferenças entre diversas linhas e escolas de yoga. Eu pratico hatha yoga.

Vou apresentar algumas posturas simples para aumentar a imunidade.

A primeira postura, Maha Mudra, não apresenta dificuldade ou contraindicação:

Como fazer?

Sente-se com a coluna ereta, uma perna esticada e a outra dobrada, como na foto. Alongue os braços para o alto e desça à frente até tocar o pé ou tornozelo ou a perna. Pouse suas mãos onde ficar confortável.

Inspire normalmente. Enquanto você exala o ar, contraia os bandhas, como mostra a figura de baixo para cima: primeiro o mula bandha (assoalho pélvico), depois uddyiana bandha (baixo ventre) e, por último, o jalandhara bandha (garganta, trazendo o pescoço para o peito).

Mantenha esses pontos contraídos até o final da exalação. Relaxe todos os bandhas ao inalar novamente e repita de 5 a 7 vezes. Depois troque de perna e faça tudo para o outro lado.

Caso não consiga ficar nessa posição, pode se sentar com as pernas cruzadas ou em posição de lótus.

Bandhas

Bandha significa feixe. Contrair esses pontos, significa que você está concentrando sua energia no corpo e direcionando o prana para sua vitalidade.

Alguns benefícios do maha mudra são:

  • Melhora a digestão e desordens estomacais.
  • Remove as cólicas e doenças causadas pela indigestão.
  • Neutraliza efeitos de toxinas no corpo.
  • Auxilia os processos de constipação.
  • Ajuda a baixar a febre
  • Estimula o baço.
  • Auxilia no tratamento da tuberculose.
  • Equilibra os sistemas nervosos simpático e parassimpático.
  • Proporciona paz, reduz excitação exagerada.
  • O corpo se carrega fortemente de energia prânica.
  • Acalma a mente. Ótima postura para preparar a meditação.

Outras opções para aumentar a imunidade são as posturas invertidas. De todas elas, algumas são bem simples, outras mais complicadas e podem precisar de auxílio de um profissional.

Antes de falar dos benefícios, todas as posturas onde a cabeça está mais baixa do que o coração não devem ser praticadas por pessoas com:
– problemas com a região nariz/ouvidos/olhos
– fraqueza do coração (arritmia, palpitações, doenças cardíacas)
– resfriados e congestão das vias nasais
– glaucoma, infecção dos olhos, catarata
– pressão sanguínea elevada ou pressão nos olhos elevada
– hérnia de hiato

A invertida mais simples é Viparita Karani. Também pode ser praticada perto da parede com as pernas apoiadas. O tempo de permanência vai de acordo com o seu conforto, porém recomendo 10 respirações longas para receber os efeitos. A respiração durante a prática deve ser natural e suave. Qualquer desconforto, volte lentamente para não machucar a coluna. Para voltar com calma, é preciso manter os músculos abdominais contraídos. Consciência corporal é de suma importância para não gerar lesões.

Viparita Karani

Benefícios:

Postura relaxante e restaurativa.

Rejuvenescedora.

Inverte o fluxo sanguíneo irrigando mais o cérebro, trazendo clareza de pensamento.

Ajuda a regular a pressão arterial, o coração bate mais devagar na postura, gerando um descanso a esse órgão que não para nunca!

Descongestiona os órgãos digestivos.

Melhora a circulação sanguínea permitindo uma reciclagem melhor do sangue graças à massagem do diafragma.

Todas as células são beneficiadas pelo transporte mais adequado e pelo sangue com melhores nutrientes.

Melhora problemas de constipação ou urinários.

Traz mais eficiência para os rins e fígado.

Ajuda na prevenção da ptose (queda) dos órgãos femininos e de doenças da próstata nos homens. Todo o sistema reprodutor é beneficiado.

Ouvidos e visão são revigorados.

A pele do rosto recebe um impulso anti-gravidade semelhante a um facelift.

Ajuda a combater a depressão, fadiga, pessimismo e outros estados mentais nocivos, bem como a controlar doenças neurológicas degenerativas.

Sinceridade, os benefícios desses asanas são obtidos mesmo com as posturas mais simples, não sendo necessário testar o nosso corpo além de suas capacidades e preparo. Exibicionismo e espírito de competição não fazem parte do yoga. Essa é uma filosofia que prega a ahimsa (não violência), a começar pela não violência consigo mesmo no sentido de não forçar a barra.

Opções mais avançadas requerem orientação para a prática. Pessoas com problemas na cervical podem sentir desconforto e ter piora no seu estado. É necessário consultar sobre a viabilidade desse asana com um instrutor competente. Podem chamar a Bruna!

Vou ilustrar com outras invertidas.

Sarvangasana
Kapalasana
Halasana
Sirsasana

Sem a pretensão de esgotar o tema, tampouco de dar aula. Dentro do yoga existem muitas outras posturas para imunidade e regeneração.

Bora praticar? Hoje minha prática foi ao ar livre, recebendo livremente o prana ofertado em abundância pela natureza!

Publicado por Denise Fracaro

Sou uma pessoa que não cansa de estudar, em busca constante de autoconhecimento, com imenso prazer em compartilhar seus achados para o benefício de todos os seres. Além de blogar, trabalho com terapias quânticas usando diversas técnicas e dou cursos e workshops.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: