AS SETE LEIS ESPIRITUAIS VI – Lei do Distanciamento

Distante está ficando esse texto do anterior… será que tem a ver com a própria lei do distanciamento? Será que é preciso um “espaço”, um vazio para poder gerar algo novo?

O que essa lei tem a acrescentar que ainda não foi dito? Na realidade, essa lei funciona como um complemento à quinta lei, da intenção e desejo. Não basta colocar energia nos nossos desejos. Feito isso, temos de desapegar dos resultados, esquecer, deixar de lado, entregar, ou seja, dar LIBERDADE ao universo para ele trabalhar. O que só é possível se houver confiança no universo. Se você realmente sente e acredita que ele é o grande fornecedor de todas as fadas-madrinhas e que sua varinha de condão está em perfeito estado.

Como assim desapegar? Como pode-se esperar que eu “esqueça” o que pedi? Mais um desafio dos bons!

O apego, a necessidade de controle, de ver as coisas realizadas do nosso jeito, no nosso tempo, tudo isso é fruto da insegurança. Traduzindo a palavra insegurança ao bom português: é medo mesmo.

Gente grande também tem medo. Pode até não gostar de admitir, mas tem. Essa estória de seguir o fluxo e deixar por conta do universo fica tão linda nos poemas da internet, mas na hora do ‘vamos ver’, haja coração!

É como ver a filha pequerrucha de 2 anos ir para escola toda feliz sem olhar pra trás, nem chorar, nadaaaaa… Haja desapego! Outro ser humano pode tomar conta dela – sim, por algumas horas. Entrega a menina para a vida – com todos os desejos de felicidade e saúde e amor e sucesso e muita reza… Mas entrega.

Se prender, estraga. Estraga a criança e estraga o pedido.

Se prender, a pessoa não se desenvolve, fica insegura e dependente.

Entrega!

E confia!

Voltando àquele medinho, e ninguém gosta de viver com medo, como resolvemos isso? Buscamos por segurança. Segurança seria o contrário de insegurança, então está tudo certo, certo? Será?

Buscamos segurança nos relacionamentos: sem querer, prendemos a pessoa numa camisa de força pois, para nos sentirmos seguros, ela precisa ser/responder/agir/falar sempre da mesma forma, sem surpresas, sem novidades, sem incerteza… Cadê a liberdade?

Buscamos segurança quando adotamos as roupas, palavras, regras de etiqueta e comportamento usadas no grupo porque, se ousarmos ser/aparecer com algo muito criativo, o que será que pode acontecer? Censura. E assim, vemos a fila de jovens todas vestidas de preto para a festa… Quem ousa inovar?

Para inovar é preciso liberdade e a liberdade funciona num campo aberto de testes e experimentos, de incerteza e riscos. Diz um ditado popular: “quem não arrisca, não petisca.” Quem já tentou alguma vez aplicar na bolsa de valores, sabe que risco e retorno apostam corrida na rua todos os dias e um segue o outro de perto.

O verdadeiro Eu pode ter tudo o que quiser com o mínimo esforço porque tem liberdade para criar, porque atua no campo quântico das infinitas possiblidades que não pode ser contido dentro de uma caixa de conceitos engessados com tiras de medo.

Entre seu desejo e a realização dele, existem inúmeros eventos que podem ocorrer se você não estiver apegado a um caminho ou a um resultado específico. O entrelaçamento entre todas as coisas no universo – que nossa mente não consegue nem de longe vislumbrar – torna possível a realização do mistério, de aventuras, profundo contentamento e pura magia.

Se você já sabe o que vai acontecer no seu dia, nesse mês ou na sua vida, necessariamente você já descartou muitas alternativas. Que graça tem? Que graça teria se tudo fosse realmente previsível na vida?

Então Deepak nos convida a entrar no campo quântico e permitir que as infinitas possibilidades se tornem parte da vida. Deixe as pessoas serem livres e seja livre você também. Aceite a incerteza como o caminho da liberdade e encontrará a segurança que tanto busca ao poder ser você – pois você é um ser infinito.

Leve a vida como uma viagem por um país estrangeiro, abraçando a incerteza como seu melhor amigo, curtindo o vento da liberdade no rosto, deixando novas soluções emergirem a cada curva da estrada.
moto.jpg

 

Um comentário em “AS SETE LEIS ESPIRITUAIS VI – Lei do Distanciamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s