Feliz desaniversário!

Eu e a tecnologia não somos um caso de amor à primeira vista, tampouco nos damos bem como casal em lua de mel. Perdi a conta de quantas vezes fui impedida de digitar pesquisar publicar trocar mensagens ou qualquer outra atividade online.

Ontem foi outro desses dias: sem internet sem telefone sem impressora e com o computador a passos de tartaruga…. Devia ser recado do alto para manter as atividades no concreto. Devia ser recado para não publicar nada. Silêncio. Reflexão. Ontem foi meu aniversário. Hoje é mais um desaniversário.

Para variar, não quis comemorar. Afinal, o que são esses 51 anos nessa breve estória, comparados ao infinito da vida? Entendo que é mais uma etapa, meio século deixado para trás. De novo, a questão das datas, as festas me incomodando e eu tentando me esconder… escondeAdoro organizar festas! Para os outros, para a família e, principalmente, para as crianças. Para mim, não. Só pode ser meu eu inferior querendo atenção, a vaidade gritando lá no fundo. Sei disso, só que tento me animar mas não vai. Todo ano quando chega dezembro, entro em contagem regressiva, começo a fantasiar que esse ano vai ser diferente, vou programar uma comemoração, um encontro só de mulheres ou tudo misturado, sei lá… algo diferente. O tempo passa e nada acontece!

Todos os dias, aprendemos algumas coisas novas e desaprendemos outras – se formos inteligentes. Preciso aprender a me amar. Todos os dias, envelhecemos com as preocupações e rejuvenescemos com riso fácil das crianças. Todos os dias, podemos receber cartões, desejos de felicidade, presentes e carinho, ou seria preciso marcar hora para dizer ‘eu te amo’? Todos os dias, podemos ser gratos por tudo isso e muito mais.

Pelo que vou agradecer hoje e ontem e amanhã?

Saúde, família grande e amorosa, filhas saudáveis, amigos queridos, trabalho fluindo, água limpa na torneira, conforto, carro bom na garagem, comida na geladeira, livros, cama quentinha, clientes muito interessantes, sanidade mental, viagens, café, amigos, ar abundante para respirar, médicos e remédios quando preciso, cristais e cores, fé crescente, carinho e afeto, flores e aromas, professores e mestres, desafios e dores, ervas mágicas, terapias, discernimento, sossego, proteção, energia ilimitada, amor divino, amor humano… Tantas coisas.

Por hoje, só isso: agradecer, inclusive os presentes recebidos ontem.

IMG-3299.JPG

4 comentários em “Feliz desaniversário!

  1. Que sejam uns excelentes 51!
    E, quem sabe… talvez os 52 sejam recebidos com a humana aceitação de que nos regemos pelo tempo, por um relógio e por um calendário…e que são eles que contam as nossas horas, os nossos dias, o nosso tempo…e os nossos aniversários! Sim, talvez o dia de anos seja apenas um dia no infinito da vida…mas é o nosso dia mais especial! Cuidemos dele!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Gratidão Dulce, lindas palavras… O tempo existe ou não existe? Se damos a ele muita importância ou nenhuma… De ambas as formas, o foco está nos extremos. Mesmo não usando relógio, o tempo está entrelaçado à minha vida. Trabalhar a aceitação…

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s