O que você deseja de verdade?

O que você pediria se topasse com a lâmpada de Aladim e o gênio azul te concedesse seus desejos instantaneamente, sem pestanejar, sem esperar, sem precisar da ajuda de ninguém mais nesse mundo….

Você quer ser rico? Ter dinheiro suficiente para não ter de contar dinheiro nunca mais na vida? Quer ter de sobra para ajudar os outros ou para dar a volta ao mundo com luxo e pompa? Nunca mais trabalhar, nunca mais aguentar seu chefe insano ou funcionários ineficientes… Vários são os milionários que não param de trabalhar, por que será?

Você está meio caído e quer saúde, saúde para dar e vender e nunca mais entrar num hospital ou farmácia? Saúde para poder subir montanhas / navegar / explorar o mundo / viajar sem seguro / virar a noite acordado e não ficar com olheiras / comer e beber de tudo sem engordar, sem se preocupar / namorar até enjoar…

Você quer segurança – casa grande cercada de muros altos e câmeras, escolta, motorista de uniforme treinado?

Você quer ter escola de qualidade para seus filhos? Quer mandar os filhos aos melhores colégios da Suíça? Se tiver todo o dinheiro do mundo… para que estudar? Você pode comprar tudo o que quiser – diplomas, bens, títulos, pessoas…

Você quer a esposa mais linda / inteligente / desinibida / apaixonada / disponível 24h para tudo / cuidadosa / carinhosa / companheira / distante quando você está cansado e quer sossego / que fale só quando for necessário / não cobre nada…. O mesmo vale para o maridão: forte / másculo / inteligente / disposto a todas as peripécias do kama sutra / ligado às suas alterações hormonais / compreensivo nos dias de mau humor / aconchegante nos dias chuvosos / bom ouvinte para todas as suas mil e uma estórias…

Ou você quer ser iluminado como um buda e sumir daqui? Ou ficar para ensinar os coitados que não conseguem sair do berçário espiritual? Santa compaixão. Para que acreditar em algo sublime se você pode ter “tudo” aqui agora?

Se tivesse acesso a todos os bens necessários, supérfluos e imagináveis, saúde e prazeres, o que faria do seu tempo? Se não precisasse trabalhar para ganhar dinheiro, o que faria do seu tempo?

Hoje, eu só tenho perguntas. Bem, não só hoje…

Toda vez que mais um portal miraculoso é anunciado (hoje o de Leão), eu me indago: se fosse só uma questão de pedir, o mundo estaria bem melhor e os pedintes seriam os mais privilegiados – afinal, ele passam o dia pedindo… Acho que estou meio melancólica.

Tem um preconceito nessa questão de pedir, como se isso nos rebaixasse e colocasse o outro, o que ajuda, em posição superior e com poder sobre nós, seja ele deus ou qualquer ser humano. Como dizia o mineirinho naquele programa de TV antigo A Praça é Nossa: “eu sô eu  e  ocê é ocê!” – ilustrando, num bom caipirês, o conceito de separação.

Hoje, temos a lua grávida de luz – presente que não custa nada e um portal. O que você pediria, se pudesse pedir exatamente qualquer coisa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s