Primeira tarefa do dia: ouvir você.

Inspiração é uma ligação direta que não aceita sinal de ocupado! Vai transmitindo tudo de uma vez e não quer saber se estou ocupada, dirigindo, em atendimento ou preparando o café da manhã. Não, não tem hora imprópria, tudo acontece na hora certa. Às vezes, é impossível sentar e escrever. Como hoje, bem cedo. Fico feliz que deu para rascunhar algumas palavras e agora posso continuar. Hoje acordei assim, com mais perguntas para mim mesma:

Qual o principal sentimento em mim agora? Como estou me sentindo?
Esperançosa
Amorosa
Resignada
Animada
Cansada
Contente
Em paz
Alienada
Alegre
Anestesiada
No piloto automático, deixando a vida passar
Com vontade de largar tudo e sumir
Com vontade de enfiar a cabeça na terra enquanto as coisas melhoram
Com vontade de abraçar o mundo e sair por aí dando pulos de alegria!

Sem pretensão de apresentar fórmulas mágicas e fáceis, o primeiro passo para a gente se sentir melhor de verdade é aceitar. Aceitar as coisas como são, as pessoas como elas são e, principalmente, aceitar a gente como a gente é. Aceitar é um acolhimento, um colo de mãe que damos a nós mesmos. É saber que está com raiva, mas tudo bem estar com raiva nesse momento e, a partir daí, ir em busca de soluções. Aceitar é não negar as emoções, não fingir para si mesmo. Aceitar é saber que estamos onde estamos porque nós caminhamos até aqui e somos os escritores dessa estória. Ninguém mais escreve no meu caderno.

No processo de educação, emoções negativas costumam ser reprimidas – é feio espernear, é feio bater nos outros, é feio xingar… As crianças não tem freio social e expressam a frustração de maneiras barulhentas e até violentas – chorando, gritando, batendo. Faz parte do aprendizado saber se conter e expressar as emoções de forma mais amena, preferencialmente sem violência verbal ou física. Contudo isso não significa trancar as emoções no porão e fingir que elas não estão lá, batendo insistentemente na porta, implorando para sair. Quanta tristeza fica guardada por anos e anos, acompanhada de colegas como humilhação, ciúmes, inveja, solidão…

Fingir que eles não existem não resolve o problema. Nos tornamos pessoas agressivas ou vingativas sem saber o porque. Precisamos abrir a nossa caixa de pandora pessoal e libertar esses inquilinos inadimplentes, um a um, com cuidado e carinho. Nada fácil não. É essencial ter coragem para encarar-se de frente e arrumar a casa toda, não só a fachada.

Os primeiros pensamentos da manhã ajudam a moldar um dia de alegrias ou contrariedades. Que tal refletir sobre você, logo cedo, respirar fundo e lentamente algumas vezes, em silêncio, se concentrando nas suas sensações. O corpo sabe, vamos aprender a ouvir. Nesse estado de quietude – que pode durar segundos – aproveite para inserir boas vibrações para o dia que começa. Crie um mantra para você, o que você precisa hoje, paz? Então repita algumas vezes: “estou em paz, eu sou a paz”.

Você precisa de mais recursos, dinheiro? Dinheiro também é energia. Sugestão: “Todos os meus empreendimentos são bem sucedidos, encontro sempre os recursos que necessito, sou próspero.” Sinta a prosperidade.

Precisa de amor, um relacionamento mais harmonioso? “Tenho todo o amor que a vida pode me proporcionar, eu sou amado, eu sou o amor.” Sinta-se amado até as suas células. Ame suas células e seu corpo. Sinta o fluxo de energia divina passando pelo seu corpo, inundando você. Desfile pelo dia com esse perfume. Fatalmente mais amor será atraído a você. Use suas próprias palavras para criar as frases. As palavras são importantes mas a vibração é mais. Só falar ou pensar sem sentir não traz o mesmo resultado. A linguagem do universo é vibração. Om om om.

As horas passam. À noite, quando todos os gatos são pardos…

Antes de se jogar nos braços de Orfeu e ativar a frequência delta no seu cérebro, convém também elevar a vibração de suas emoções. Dormir com raiva, irritado ou triste por qualquer motivo não assegura um bom descanso. Pelo contrário, parece que já acordamos sem energia. Isso porque, durante a noite, muita coisa acontece à revelia. Muito trabalho é feito em outros planos da existência. Normalmente não nos preocupamos com isso. Cuidamos do nosso turno diurno e vespertino. Depois dormimos com anjos ou demônios totalmente inconscientes. Deixamos nossa alma ao sabor dos ventos sutis das vibrações acumuladas durante o dia que convidamos para a cama sem cobertor. Há dias em que acordo dolorida como se tivesse sido atropelada por um caminhão. Será que trabalhei demais à noite ou me descuidei mesmo e deixei minha alma vagando por campos devastados… O único jeito é se cuidar sempre.

Orai e vigiai como dizia o mestre querido. Orai e vigiai sempre.

Louise Hay tem um excelente trabalho com afirmações positivas. Quem quiser se aprofundar, leia “Você Pode Curar a Sua Vida”.

2 comentários em “Primeira tarefa do dia: ouvir você.

  1. Tenho acompanhando seu blog com muita atenção, carinho e descobertas
    Acho uma delicia a forma como vc traz questões tão profundas, difíceis e fundamentais
    Sempre aprendo com você
    Gratidão

    Curtido por 1 pessoa

    1. Gratidão por me seguir. A minha ideia de espiritualidade é que ou a gente consegue por em prática ou não adianta nada. A vida é espiritual e material ao mesmo tempo, Somos seres integrados. Quanto mais conseguir simplificar, mais benefícios, Quem precisa estar nos Himalaias para conseguir a iluminação?

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s