Férias, para que te quero!

Férias… férias para quem? Para as crianças, obviamente. Para os pais, nem tanto. Na nossa aclamada dualidade, bom e mau se revezam: bom não ter de acordar tão cedo. Bom não ter horários fixos. Bom não ter de comer correndo para cumprir horários… Por ter mais flexibilidade, acabamos marcando todas as consultas e passeios queContinuar lendo “Férias, para que te quero!”