Biomagnetismo & LEM

Experimentei a técnica de biomagnetismo há mais ou menos cinco anos com a terapeuta Giovanna Carnetti. Na mesma hora, escolhi fazer esse curso. A escolha, no meu interessante ponto de vista, é um aviso ao universo de que aquilo vai acontecer, não sei como, não sei quando, mas vai! A escolha cria a onda correspondente para que o curso, nesse caso, chegue até mim da melhor forma possível. Mais um curso para a minha coleção de certificados. A pessoa não para de estudar.

Essa não é o tipo de coleção que a pessoa deixa guardada no cofre, numa caixa no canto do armário ou num pote na sala. Não é para ser vista. É para ser usada. Cada curso amplia e aprofunda as técnicas de cura, as possibilidades de autocura e isso é ofertado aos clientes na terapia sem restrições.

Passaram vários anos, teve fechamento… Quando você coloca uma demanda ao universo, o importante é não cancelar a onda, ou seja, não duvidar e não entrar na ansiedade de “se não veio no tempo que eu achava que tinha de vir, então esqueceram de mim”… Nada disso. O universo não tem problemas de memória!

Muitas coisas aconteceram nesse meio tempo. Além da pandemia irritante, outros cursos surgiram na linha da Cura Quântica Estelar e de Access Consciousness de forma que a bio foi ficando. Além do fato da minha escolha ter sido de fazer o curso presencial – on-line de jeito nenhum. Realmente, já foi complicado aprender todos os pontos ao vivo e a cores…

É simples e complexo ao mesmo tempo: buscamos por desequilíbrios em mais de 350 pontos do corpo e, ao detectar algum, buscamos o par correspondente. Em seguida, colocamos os pares de imãs para reajustar a carga retomando o padrão saudável. Isso “empurra” microrganismos para fora de determinadas áreas onde causavam disfunções, permitindo ao corpo que se reajuste e retome suas funções. Os imãs permanecem no corpo por 30 minutos para ter eficácia. Nesse tempo, o meu cliente quentinho na maca, tem a opção de receber reiki e embarcar mais ainda no relaxamento.

Durante o curso, treinamos a técnica entre os colegas, em atendimentos presenciais e à distância para familiares hospitalizados obtendo ótimos resultados. Interessante que as mães de vários alunos tiveram emergência no período do curso e foram tratadas. E isso traz muito ânimo! Isso nos faz querer sair por ai ajudando muitas pessoas a se curarem. Isso é um catalisador para mais medicina integrativa, mais saúde e menos tratamentos invasivos.

Bio faz milagres? Não, mesmo que possa parecer algumas vezes. As curas são sempre orquestradas pelo corpo. Os imãs tiram o que está atrapalhando no meio do caminho. Se a pessoa tem deficiência de nutrientes, a bio não “cria” esses elementos por mágica, é preciso repor. Se a pessoa está intoxicada e segue usando os mesmos produtos, a bio não muda a forma como a pessoa come, se veste, nem os cosméticos que ela usa. Essas escolhas só ela pode fazer. Avaliar se vale a pena seguir consumindo insumos tóxicos e mudar hábitos é com cada um e no seu tempo.

A bio não conserta relacionamentos complicados. Se a pessoa vive em estresse profundo no trabalho, em casa ou ambos, levando a desequilíbrios hormonais e suas consequências, haverá a necessidade de revisar essas áreas cuidadosamente. Muitas vezes, aparentemente “não temos escolha” a não ser seguir num emprego desgastante… Pode ser que, no curto prazo, seja assim mesmo porém, pode-se escolher dar um passo na direção da mudança para acessar outras alternativas. Nesse momento, entra o suporte terapêutico, as ferramentas de conscientização das nossas potencialidades ocultas, vasculhar o sistema individual para buscar onde deixamos a coragem pegar poeira por anos e anos… Adoro esse trabalho!

Na área emocional, um outro rastreio em busca de emoções presas em cantos escuros e escondidos pode ajudar a liberar esse potencial de mudança. A hora e vez do LEM – Liberação Emocional Magnética. Todos temos apego ao sofrimento de diferentes maneiras, causando diversas questões no corpo. Por vezes, o corpo não se cura porque não o deixamos curar. Damos comandos continuamente para que aquela “doença” permaneça ali pois faz parte de uma estória de vida, nos conecta a determinadas pessoas, traz atenção, promove uma “incapacidade” real justificando uma dependência…

Realmente, terapia não é para qualquer um. Verdade verdadeira, terapia é para quem tem coragem de se olhar e perceber que pode mudar e, para isso, pode contar com ajuda especializada facilitando o processo. Não é preciso bancar o cavaleiro andante solitário, apesar dessa ser a escolha de muitos. Não é sobre quem está certo, é sobre ser feliz sendo quem é.

Ao reconhecer a possibilidade de receber ajuda abre-se uma grande porta – tipo porta de castelo mesmo, daquelas enormes, permitindo entrar muita luz na idade das trevas do coração. Esse momento de abertura é a permissão necessária para a cura começar a se manifestar.

Reconhecer que a ajuda é bem vinda também é valorizar o profissional terapeuta, também é agradecer por todos os mestres e professores de culturas espalhadas pelo planeta que dedicaram a vida a criar, canalizar, estruturar e ensinar formas diferentes de usar as habilidades humanas e a natureza: ervas, nutrientes, medicinas, óleos, imãs e muito mais!

Gratidão natureza! Gratidão Dr Hailson Fábio Trigo por mais esse ensinamento transmitido de forma tão leve e divertida. Valeu muito a pena dedicar oito dias inteiros e intensos a esse curso. E agora universo, qual será o próximo?

Publicado por Denise Fracaro

Sou uma pessoa que não cansa de estudar, em busca constante de autoconhecimento, com imenso prazer em compartilhar seus achados para o benefício de todos os seres. Além de blogar, trabalho com terapias quânticas usando diversas técnicas e dou cursos e workshops.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: