radioactive for a while

Cancelado, cancelado, cancelado! O tratamento de iodo marcado para março foi devidamente cancelado por conta da paradeira geral que impactou o mundo. O planeta fechou para balanço – balanço interno e externo. Quem poderia imaginar algo dessa proporção?

Tanto tempo vimos pedindo por mudanças…
… para mudar o padrão consumista que vivemos: sempre buscando mais e mais e mais, sempre olhando para o lado de fora, se comparando…
… para aliviar o estresse gerado pela corrida insana para ter mais para comprar mais para trocar mais para estar na frente (de quem?)…
… para deixarmos de pensar/ser/fazer como máquinas pré-programadas e tantas outras coisas!

Entregas canceladas. Não se estoca material radioativo por causa da “meia vida”, ou seja, a cada 8,02 dias, a potência do iodo 131 é reduzida pela metade. Passados mais 8 dias, cai à metade da metade e assim vai indo até ficar quase imperceptível sem nunca acabar por completo, matematicamente falando.

Passei 8 dias (oito de novo!) em dieta restritiva para nada. De mãos enluvadas, fiz uma viagem perdida ao Hospital Oswaldo Cruz. Tratamento suspenso por tempo indeterminado. Teria ocorrido na segunda semana do Programa de 21 dias de Transformação que eu mesma criei e agendei, mesmo sabendo desse compromisso. Teria deixado um ou dois programas gravados.

Assim que as entregas internacionais recomeçaram, o médico me ligou para eu internar no dia 11, sábado de Aleluia. Assim também não dá! Acordar domingo de Páscoa no hospital sem família, sem festa, longe das meninas e sem ovos de chocolate – na-na-ni-na-não.

Remarcado para dia 18 de abril. Dieta de novo, mais dez dias sem sal, sem shoyo, sem açúcar, sem qualquer comida industrializada ou feita fora de casa, sem pizza, sem chocolate. Momento de tensão pré-hospital em andamento. Nada como uma boa meditação para sair dessa energia.

Tive tempo de concluir meu compromisso de estar ‘ao vivo’ todos os dias na internet, fazer direitinho a dieta-detox e me preparar para essa etapa que, espero, seja a conclusão desse processo iniciado conscientemente em 2013.

Domingo de Páscoa, minha caçula tinha uma lição de casa diferente: fazer pão e compartilhar, relembrando a última ceia de Jesus. Sem querer, ela esqueceu de colocar sal na massa… Perfeito para mim! Um belo presente: ganhei pão caseiro para alguns dias! Como pode melhorar?

Publicado por Denise Fracaro

Sou uma pessoa que não cansa de estudar, em busca constante de autoconhecimento, com imenso prazer em compartilhar seus achados para o benefício de todos os seres. Além de blogar, trabalho com terapias quânticas usando diversas técnicas e dou cursos e workshops.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: