Silêncio

O silêncio é muito importante para manter a minha sanidade. Imagino que todas pessoas se beneficiariam muito de momentos de silêncio, de quietude, sem interferências ou eletrônicos de qualquer tipo.

Houve um tempo, quando eu morava só, em que não havia um minuto de silêncio na minha vida. Eu entrava em casa depois de horas de trabalho e trânsito e ligava automaticamente o aparelho de som na sala. Percebo em vários lares a TV como o som ambiente de todas as horas – mesmo quando ninguém está assistindo, ela está lá, implantando desejos de consumo, enviando mensagens subliminares, noções básicas de violência e medo disfarçadas de distração. Para afinar conceitos, distração = distrair da ação, algo que te tira do que você deveria estar fazendo – que é se cuidar em primeiro lugar.

A TV nunca me atraiu, raramente assistia e, naquela época, me cobrava muito por isso. Pelo meu trabalho em marketing, eu deveria assistir tudo todos os dias, saber o que os concorrentes estavam anunciando e todos os atores e atrizes que despontavam no cenário dos desejados. Que nada, para mim TV já era um desperdício, mesmo pagando as minhas contas. Mas a música estava sempre lá, a trilha sonora de cada pensamento.

O silêncio é uma imersão em mim mesma, uma busca do meu mundo interior onde as respostas brotam como as flores na primavera. O silêncio é um estado do ser de pura contemplação da essência. A essência não precisa de adjetivos, não precisa ser qualificada como bela ou ruim. A essência apenas é. Pura. Além da casca das aparências, além das vontades e desejos humanos. A essência traz a serenidade da saciedade porque afinal, o que mais seria necessário? Na essência, a tristeza se dissolve em luz, a raiva perde o sentido.

Quando o silêncio é uma fuga da vida que machuca, de pessoas que incomodam, de situações que não conseguimos resolver, ele pode vir em forma de sono exagerado ou a letargia que te afunda pesado no sofá, uma forma de isolamento. O silêncio do não falar o que é preciso dói, fica latejando. Não resolve. E a gente sai dele cansado.

Como transformar um silêncio estilo #fui #todemalcomvocê #medeixaempaz em uma oportunidade de auto-conhecimento?

Foco. A lente do nosso telescópio deve ser movida do cometa/problema em si para a gratidão de poder sentir o que é real, de saber que há algo destoante para ser purificado. Apenas quando nos damos conta de que há algo para arrumar é que podemos realmente empreender a faxina interna. O que existe de negativo fora é reflexo do nosso mundo interior.

As nossas crenças, muitas delas limitantes, não permitem que possamos atuar como comandantes do nosso destino. Somos reféns das nossas crenças, verdadeiros escravos de um projeto de sufocamento do nosso  potencial. Criado por quem esse projeto? Em última análise, quem é o responsável pelos nossos sucessos ou fracassos como pessoa humana? Os pais que te criaram da melhor forma que puderam fazer? O governo que impõe custos injustos e impostos? A família que não te apoia ou compreende? Deus ou o diabo?

Olhe no espelho.

No fundo no fundo mesmo, nós temos o poder de mudar, mas temos tanto medo da mudança que ficamos paralisados. A “mudança” se elevou à categoria de uma entidade que assombra as pessoas. Queremos segurança num planeta que viaja a zilhões de quilômetros por segundo pelo espaço. Queremos segurança de que amanhã será tudo igual. Como assim? Numa tentativa insana, criamos as caixinhas e nos enquadramos nelas: preciso agradar as pessoas de certa forma para elas me amarem, caso contrário, ficarei sozinho… Por que é tão perigoso, tão assustador ficar sozinho?

Sendo que nunca estamos sozinhos de verdade mas para saber disso precisamos ficar em silêncio, a sós, para sentir a imensidão no nosso ser em comunhão com o universo.

Grande inspiração “Se eu quiser falar com Deus”, Gillberto Gil https://www.youtube.com/watch?v=3eKnerBU4HY

2 comentários em “Silêncio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s