Diário de um tempo estranho 10

Passam-se os dias e vou voltando lentamente ao trabalho e às atividades. Estou me sentindo mais lenta mesmo, tem horas que parece que estou em slow motion. Sempre fui muito acelerada, em pensamentos, palavras e (re)ações. Vento ventando em brisa, furacão e tornado. Iansã brandindo espada para todo lado!

Nesse momento, me resta aceitar esse novo ritmo até ter exames para atestar a necessidade de alterar a dosagem do hormônio. Como tenho sentido muito sono por volta das 20h, provavelmente, algo vá mudar.

A tireoide comanda o metabolismo e o ritmo: andante, allegro, vivace ou adagio. E eu me pergunto: a gente tem escolha nesse assunto ou ela manda na gente e pronto? Participa no equilíbrio ou desequilíbrio da temperatura corporal – afh quanto calor eu senti na primeira semana, lavada em suor como nunca antes na vida!

Ela pode fazer seus pés ou mãos incharem assim como o rosto e as pálpebras. As mãos poderão formigar, doer. Pode influenciar a queda de cabelo e deixá-lo frágil, deixar a sua pele seca ou cheia de acne, aumentar o colesterol e bagunçar a pressão arterial e o fígado. Gengivas e dentes, preste atenção nesse departamento também.

Ansiedade, ataques de pânico ou mudanças repentinas de humor, choro sem motivo, irritação sem razão, cansaço, redução na capacidade de concentração e memória. Alterações no funcionamento dos intestinos e ganho de peso independente da ingestão de comida… A lista é grande!

Cada célula do corpo reage aos hormônios tireoidianos buscando um equilíbrio delicado a cada momento. Quando essa glândula trabalha tranquilamente em sintonia com as necessidades do corpo que habita, vamos de bem com a vida.

Temos várias glândulas endócrinas no corpo: testículos ou ovários, suprarrenais, timo, tireoide e paratireoides, pineal e hipófise ou pituitária. Cada glândula em posição específica corresponde a um centro de energia ou chacra e rege determinados órgãos.

À medida que subimos da base do corpo em direção ao coronário ou chacra da coroa, a influência da glândula no corpo e na vida da pessoa aumenta consideravelmente.

Uma vez extraída a tireoide, deixamos de ter uma fábrica bioquímica trabalhando on demand e como fica? A vida tem seus altos e baixos, desafios e calmarias e mesmo assim tomamos uma quantidade fixa de hormônio sintético todos os dias… Nos resta rezar para que seja suficiente – sem excesso, sem falta. Até chegar a uma dosagem adequada, faz-se um exercício de tentativa e erro. É preciso paciência e aceitação. Se a dose é alta demais, o sono não vem. Se é insuficiente, lerdeza e sonolência de dia e longas noites nos braços de Orfeu. Sem mencionar os outros sintomas…

Graças a Deus e às habilidades do Dr. Flávio Hojaij, minhas paratireoides não foram afetadas na cirurgia – isso mantém a absorção de cálcio em dia. Caso contrário, teria outra lista de sintomas para cuidar.

Depois de transcorrido um mês, repeti os exames de sangue e voltei ao endócrino. Ele aumentou de leve a dose. Nessa primeira semana, não surtiu efeitos significativos. E isso ainda não é tudo: a recomendação é fazer o tratamento com iodo radioativo. Vou me transformar numa Chernobyl ambulante por um tempo. Porém, ele não cuida disso – os detalhes dessa etapa serão orientados por um médico nuclear, até então, uma especialidade que eu nem sabia existir. Começo a busca por esse ser.

Em paralelo, recomeça outra pesquisa por médico endocrinologista. Me dei conta de que a função desse senhor na minha vida foi me direcionar ao melhor cirurgião possível para mim e só! Sua postura arrogante e desafiadora em nada me agrada. #fui

De um lado, ainda tenho várias dúvidas aqui dentro e ajustes pela frente.

Sem definições de mim mesma!

De outro, com todas essas mudanças, meu trabalho de terapeuta e instrutora me deixa cada dia mais feliz pois percebo a guiança forte e amparadora, transformações possíveis e impossíveis acontecendo, a disposição dos clientes em se conhecer a fundo e melhorar. Em casa, as crianças (grandinhas, eu sei, ainda crianças) cada vez mais independentes e seguras, assumindo suas responsabilidades. A vida não para!

Vida que segue: o que temos para hoje?

Como hoje pode ser o melhor dia da minha vida?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.